O que é uma Custombike

Uma Custombike é uma moto que difere do modelo de série devido a mais ou menos alterações/modificações. Frequentemente aplicado na prática, verifica-se geralmente o surgimento de um modelo exclusivo através de alterações simples da aparência, até quadros completamente personalizados, alterações de tanque, remodelações nas rodas (por exemplo, pneus traseiros mais largos) ou também através de pinturas especiais.


Existem Custombikes de muitos tipos diferentes. As mais conhecidas são, entre outras, Chopper (da Suécia), Cruiser, Bobber, Cafe Racer, Streetfighter, Ratbikes e motas de motivo, Board- e Dirt-Tracker, etc.



Streetfighter

Uma Streetfighter é geralmente uma moto completamente revestida de série com um motor forte, que depois é desprovida quase completamente dos seus painéis. As Streetfighter também são designadas de "naked Bikes" e são notavelmente caracterizadas por uma aparência ótica e acusticamente agressiva.


Cafe Racer

As Cafe Racer são motos comuns de série, remodeladas para desporto ou corridas, e têm a sua origem nos anos 60. Na década de 60, os rockers reuniam-se regularmente nas grandes cidades, como Londres (aqui: em frente do lendário Ace Cafe), nas quais através das corridas (as chamadas Streetraces), não só as estradas se tornavam inseguras, como também se lançavam as bases para os eventos de endurance de hoje.


Ratbikes

A história das Ratbikes é provavelmente tão antiga quanto a própria história das motas. O termo "ratazana" (do inglês: "rat") foi primeiramente associado às motorizadas nos EUA. Os trabalhadores migratórios/camponeses americanos tinham de percorrer trajetos geralmente muito longos. Eternamente na bancarrota, as pessoas contentavam-se com uma Harley antiga e vezes sem conta remendada; os "Rats" viajavam nessa altura de fazenda em fazenda, com todos os seus bens e haveres. Hoje, como no passado, afirma-se que tais Bikes são puras máquinas de condução. Tecnicamente, elas andam, na maioria das vezes, até ao limite de desgaste, e a limpeza e os cuidados não têm de facto lugar. Elas são geralmente caracterizadas por uma cor preta matizada com mais ou menos ferrugem. Regra geral, as reparações são provisórias, as adaptações ou qualquer outro problema são resolvidos quase sempre de uma forma maluca. Algumas "Ratbikes" cresceram ao longo das muitas décadas. Os modelos mais novos estão a receber uma ajuda. Além das Ratbikes quotidianas pouco modificadas e relativamente comuns, existem as RATBIKES desnudadas, as RATBIKES decoradas com toda a sucata possível e imaginária, as SURVIVAL Ratbikes, que fazem antes lembrar uma onda militar, e as HARDCORE RATBIKES, que são extremamente modificadas (e não maior parte das vezes também muito caras).


Chopper

As Chopper apareceram originariamente (por volta de 1948) na Califórnia. A designação corresponde a motos nas quais foi desmontado tudo aquilo que é considerado supérfluo pelo proprietário, como por exemplo, o banco de passageiro, chapa de proteção e/ou outros acessórios. O verbo inglês "to chop" significa "desmembrar". As Choppers podem ser subcategorizadas em Softchopper, Chopper da Suécia, Chopper personalizada de fábrica, Chopper personalizada, Hardcore-Chopper (modificações extremas).


Chopper da Suécia

Fala-se de Chopper da Suécia no caso de Choppers com adaptações radicais puristas. Todas as peças complementares, como farol, velocímetro ou o travão da roda dianteira, são deixadas conscientemente de lado nas Choppers da Suécia. As guias de cabos e de eixos são ocultadas (geralmente dentro do guiador), para não se verem. Isto enfatiza respetivamente a aparência das peças da mota que são indispensáveis para conduzir.


Softchopper

São denominadas de Softchopper as Chopper principalmente provenientes do Japão nos anos 80. No caso das motas quotidianas comuns, os construtores tentaram tornar as motas mais interessantes para os consumidores, através de peças de montagem típicas das Chopper (clássico: guiador mais alto, apoios de pés avançados, peças cromadas e barras Sissy) e de se aproximarem dos modelos americanos.


Cruiser

Cruiser é desde a década de 1990 a designação para motas, cujas características de design são reportadas às máquinas de série norte-americanas da Harley Davidson, Indian ou Henderson. Como características principais são de salientar uma longa distância entre eixos, pneus largos, motores de grande volume e/ou guiador largo.


Bobber

O termo Bobber refere-se a "bob", ou seja, como o pequeno ondulamento para fora na extremidade inferior dos para-lamas das rodas dianteiras nos altos modelos das Indian e Harley Davidson. Além do ajuste do motor, uma das primeiras modificações que os entusiastas das Harley efetuaram nos anos 40 e nos anos 50, sempre que desejavam tornar o veículo mais leve e, desta forma, mais rápido, era montar o para-lamas original da roda dianteira na roda traseira. O para-lamas traseiro original foi deixado de lado, a roda dianteira rodava sem para-lamas. Tais veículos possuíam o "bob" na parte de trás e eram portanto chamados de Bobber . A operação de transformar uma moto numa tal Bobber era conhecida na linguagem de rua como "bob job".


Boardtrack-Racer

As corridas de "board track" eram das corridas mais populares nos EUA no princípio e no final dos anos 20. As corridas tinham lugar na sua grande parte em circuitos ovais, os chamados motódromos, cuja superfície de base era constituída por tábuas de madeira. As máquinas de corrida eram muito económicas, necessitando no entanto de muitos cuidados técnicos.


Motas de motivo

Denomina-se de mota de motivo uma moto personalizada, que é orientada em termos artísticos para um tópico específico/especial. Assim surgiram, por exemplo, motos com motivos de bombeiros, que foram decoradas com chapas metálicas onduladas e visualmente modeladas como um camião de bombeiros. Os clientes de motas de motivo são muitas vezes as grandes empresas ou celebridades do cinema, desporto ou da música, uma vez que podem ser extremamente caras.